Fale conosco

O que vc está procurando?

CineBuzz

Viral

Rafa Kalimann pede desculpas por compartilhar discurso contra casamentos homoafetivos

Ex-BBB recebeu críticas por compartilhar vídeo de pastor contrário a união de casais LGBTQIA+

Rafa Kalimann pede desculpas por compartilhar discurso contra casamentos homoafetivos (Reprodução/Instagram)
Rafa Kalimann pede desculpas por compartilhar discurso contra casamentos homoafetivos (Reprodução/Instagram)

A ex-“BBB20” Rafa Kalimann se envolveu em uma polêmica após compartilhar vídeo em que um pastor alega ser contra casamentos homoafetivos. Através das redes sociais, a apresentadora recebeu críticas por espalhar um discurso considerado LGBTfóbico.

Depois de ser repreendida pelos seguidores, ela explicou que não teve o intuito de ofender a comunidade LGBTQIA+. “Quis vir aqui me desculpar por um vídeo que compartilhei nos stories. Meu intuito era repassar aquilo para aqueles que tratam mal os LGBTs por conta de religião, para de uma vez por todas isso parar”, declarou em um comunicado.

“Sinto muito se ofendi, e se pareceu que eu discordo de relacionamentos homoafetivos (jamais!). Apaguei depois de ver que estavam levando como opinião minha, e está longe de ser, muito pelo contrário”, prosseguiu Kalimann.

De acordo com a influencer, ela só postou o vídeo porque recebeu o conteúdo de um amigo, que é homossexual. “Ele e muitos outros acharam bacana ver um posicionamento diferente da maioria quando se trata de religião, foi um assunto que levantou muitas coisas legais lá. Entendi completamente o ponto de vista de vocês, respeito e peço desculpas pelo meu compartilhamento”, completou.

Pouco depois, Gilberto Nogueira, do “BBB21”, explicou os motivos do vídeo ser intolerante. “Rafa, a questão é que ele disse que tem valores e que acha errado MAS RESPEITA e é contra isto que lutamos, contra pessoas que acham que relacionamentos homoafetivos são errados e contra os valores. Sou bicha e tenho valores! Mas que bom que você apagou e entendeu!”, escreveu ele em seu perfil no Twitter.