Fale conosco

O que vc está procurando?

CineBuzz

Reality shows

Há um ano, Felipe Prior perdia paredão histórico no “BBB20”

Berlinda registrou mais de 1,5 bilhão de votos e entrou para o Livro dos Recordes

Felipe Prior perdeu paredão histórico para Manu Gavassi no "BBB20" (Reprodução/Globoplay)
Felipe Prior perdeu paredão histórico para Manu Gavassi no "BBB20" (Reprodução/Globoplay)

Nesta quarta-feira (31), o enfrentamento entre Felipe Prior Manu Gavassi em um paredão histórico, no “BBB20”, completa um ano. Diferente de quaisquer outras disputas já registradas do programa, a votação mobilizou diversas torcidas e rendeu ao reality show uma menção no Livro dos Recordes.

No ano em que completou 18 anos, o “Big Brother Brasil” decidiu revolucionar em sua 20ª edição e, pela primeira vez, famosos foram escalados para o elenco do programa junto com os anônimos. Divididos entre Camarote e Pipoca, respectivamente, estavam a atriz e cantora Manu Gavassi e o arquiteto Felipe Prior.

Desde o princípio, ambos se mantiveram em dois opostos do programa: Manu era do time das “fadas sensatas”, sempre correta, carismática, como se estivesse em uma viagem à Disney, como Prior a acusou algumas vezes.

O arquiteto, por sua vez, era considerado um jogador, sempre pensando em formas para escapar do paredão e chegar à final, principalmente após ter se envolvido, no início do jogo, em uma polêmica briga, que ficou marcada como uma das maiores da edição.

Junto com Hadson NeryLucas Gallina e outros participantes da casa, Prior formulou um plano para tirar as famosas da casa: a ideia era que os homens dessem em cima de Mari GonzalezBianca Andrade e até Manu Gavassi para que elas ficassem com eles e traíssem seus companheiros fora da casa, ficando queimadas com o público.

Não deu certo e, após as pipocas Marcela McGowan Gizelly Bicalho revelarem o plano às colegas, que foi confirmado pelos participantes da Casa de Vidro Daniel Lenhardt e Ivy Moraes, os homens se tornaram alvo de votações, dentro da casa e fora dela.

No entanto, com os amigos sempre em uma situação pior do que Prior, ele foi ficando na casa e, excluído do resto do grupo e aliado ao ator Babu Santana, acabou conquistando o público aos poucos, rapidamente tornando-se um dos favoritos ao prêmio de 1,5 milhão de reais.

Porém, Manu Gavassi também era extremamente querida pelo público, tanto por sua carreira como atriz e cantora adolescente quanto por sua participação no “BBB20”. Foi ela quem criou a estratégia de vídeos programados para as redes sociais, antecipando-se a situações do programa e reagindo a elas, uma tendência bastante copiada por famosos a caminho de realities de confinamento – sem o mesmo sucesso até agora -, como JP Gadêlha, em “A Fazenda 12”, e Karol Conká, no “BBB21”.

Entre si, Prior Manu não se curtiam muito, mas se respeitavam. A dinâmica mudou quando eles caíram no temido Quarto Branco e, junto com Gizelly, eles acabaram se aproximando. Porém, a amizade não durou muito tempo e eles caíram juntos no 10º paredão da edição, o tal do “paredão histórico”.

Em uma disputa que agitou as redes sociais, completamente divididas entre “Time Prior e “Time Manu”, Prior recebeu 56,73% de 1.532.944.337 bilhão de votos contra 42,51% de Manu e, quase como uma figurante, 0,76% de Mari Gonzalez, a lanterninha do paredão histórico do “BBB20”.

Além de tirar de Prior a chance de vencer o programa, a berlinda rendeu ao programa um certificado do Guinness World Records, o Livro do Recordes, por “maior quantidade de votos do público recebidos por um programa de televisão”, marcando a 20ª edição do “Big Brother Brasil” na história dos reality shows.