Fale conosco

O que vc está procurando?

CineBuzz

Curiosidades

Como foram feitos os monstros de “A Guerra do Amanhã”?

Longa chegou ao Amazon Prime Video na última sexta-feira (2)

Como foram feitos os monstros de "Guerra do Amanhã"? (Divulgação/Amazon Prime)
Como foram feitos os monstros de "Guerra do Amanhã"? (Divulgação/Amazon Prime)

A trama de “A Guerra do Amanhã” fala sobre uma invasão alienígena ao planeta Terra, que ameaça o futuro da humanidade. Logo, os civis de todo lugar do mundo são escalados para lutar contra Garras-Brancas, monstros aterrorizantes e que parecem não morrer nunca.

Em entrevista para a Entertainment Weekly, o supervisor de efeitos especiais do longa, James E. Price, disse que quando estavam decidindo o design do monstro, o diretor Chris McKay falou para a equipe: “Eu quero que vocês fiquem com medo e pensem que vão se machucar só de olhar para isso.” E assim começaram os trabalhos para a criação.

O script de “A Guerra do Amanhã” foi o pontapé inicial para a equipe, que fizeram jus ao que foi proposto.  “Eles são chamados de Garras-Brancas por um motivo. Então, tivemos que fazer uma espécie de engenharia reversa nisso”, explicou Price. “E então demos a eles a cor clara e a capacidade de atirar espinhos.”

A pré-produção dos bichos foi feita em várias dimensões até chegarem a um visual único e assustador. Para isso, contaram com a ajuda de dois ilustradores de conceito de criaturas, Ken Barthelmey (“Maze Runner”) e Carlos Huante (“Blade Runner 2049”):

“A ideia era realmente criar uma criatura que fosse perigosa em qualquer forma, e por isso tínhamos os dentes, os vários membros, a capacidade de pular, agarrar, os tentáculos que podiam ser armas e que também disparam picos. Portanto, havia uma letalidade que ocorria de perto e também à distância“, contou Price.

O supervisor de efeitos especiais ainda lembrou do tempo que levou para definirem a textura da pele, proporção e cada alteração e combinação para manter o efeito mais natural possível e não fugir do ciclo de animação.

O Grand Finale

Quando chegou a hora de finalmente gravarem, os atores estavam rodeados de ferramentas dentro do set para o trabalho. “Tínhamos bonecos de tamanho real no set que ocupavam o espaço e os volumes certos para que pudessem se mover com os atores de maneira adequada. Às vezes, tínhamos alguém de terno verde trabalhando contra a pessoa. Às vezes, tínhamos apenas um equipamento“, lembrou.

Quem não fugiu dos elogios de Price foi o protagonista do filme Chris Pratt, que já tinha bastante experiência com esse tipo de filmagem devido seus filmes no Universo Cinematográfico da Marvel.