Fale conosco

O que vc está procurando?

CineBuzz

Cinema

Walter Salles vai dirigir filme sobre ditadura no Brasil

Estrelado por Mariana Lima, o longa será baseado em “Ainda Estou Aqui”, livro de Marcelo Rubens Paiva

Walter Salles vai dirigir filme sobre ditadura no Brasil (Reprodução/YouTube)
Walter Salles vai dirigir filme sobre ditadura no Brasil (Reprodução/YouTube)

O cineasta Walter Salles (“Central do Brasil”) vai dirigir um novo filme sobre a ditadura militar brasileira baseado no livro de memórias de Marcelo Rubens Paiva sobre a vida de sua mãe, Eunice Silva. De acordo com o Deadline, “Ainda Estou Aqui” trará a atriz Mariana Lima (“Onde Está Meu Coração”) no papel principal.

A obra conta a história de Eunice, uma dona de casa que se viu forçada a reinventar e resgatar todo seu ativismo político quando o marido, o deputado Rubens Paiva, foi preso e morto pelo regime do país.

Na época do assassinato, o autor do livro tinha apenas 11 anos e Salles, que foi um grande amigo da família, presenciou tudo de perto. Segundo ele, ter vivido e observado a situação dos dois foi fundamental para o desenvolvimento do projeto. “A maioria dos meus projetos pessoais exigia processos de desenvolvimento muito longos, Central do Brasil, que foi de cinco anos, e o Diários de Motocicletas, quatro”, disse ele ao portal norte-americano. “Nenhum levou tanto tempo quanto esse que eu, em parte, era testemunha quando tinha 13 anos”.

“Um dia, o inesperado aconteceu quando o pai foi levado para o quartel-general militar para um interrogatório. Ninguém naquele momento sabia que era a última vez que o veriam. Isso coincidiu com um momento desse regime totalitário brasileiro, onde as coisas começaram a se tornar extremamente violentas, e onde houve censura e tortura”, completou Salles.

De acordo com o cineasta, ele estava a espera da oportunidade perfeita para conseguir trabalhar com Mariana Lima, atriz que já estrelou filmes e novelas nacionais. “Mariana é uma atriz de teatro extraordinária e uma das atrizes de cinema mais sensíveis de sua geração no Brasil”, afirmou. “Conversamos sobre trabalharmos juntos, mas esperei para encontrar o papel que pudesse realmente se beneficiar de seu extraordinário talento para dar à luz a essa personagem”.

Murilo Hauser (“A Vida Invisível”) foi escalado para fazer a adaptação do livro em um roteirista.