Fale conosco

O que vc está procurando?

CineBuzz

Cinema

Michelle Williams vai protagonizar novo filme de Karim Aïnouz

“Firebrand” contará a história de Catarina Parr, sexta e última esposa de Henrique VIII

Michelle Williams vai protagonizar novo filme de Karim Aïnouz (Divulgação/Telepool)
Michelle Williams vai protagonizar novo filme de Karim Aïnouz (Divulgação/Telepool)

Michelle Williams (“Venom”) foi escalada para protagonizar o novo filme do diretor Karim Aïnouz, de “A Vida Invisível”, intitulado “Firebrand”. O longa promete contar a história de Catarina Parr, a sexta e última esposa de Henrique VIII, e será a estreia do brasileiro no comando de um filme de língua estrangeira.

As informações do projeto foram informadas pelo próprio diretor durante o Festival de Cannes 2021. “Eu não poderia estar mais entusiasmado por levar às telonas a desconhecida biografia de Catarina Parr, uma mulher absurdamente brilhante que me inspira profundamente. Ter a Michelle Williams, uma atriz sublime e de enorme talento, é a realização de um sonho”, disse ele.

A equipe que foi escalada para tirar o projeto do papel conta com: Hélène Louvart, diretora de fotografia que já trabalhou com Karim em “A Vida Invisível”, a diretora de arte Maria Djurkovic (“O Jogo da Imitação”), a figurinista Lisa Duncan (“Small Axe”) e a produtora de elenco Nina Gold (“Star Wars: O Despertar da Força”).

A data de estreia não foi divulgada.

FESTIVAL DE CANNES 2021

O novo filme de Karim Aïnouz, “Marinheiro das Montanhas“, teve sua primeira exibição mundial na última sexta (9), no Festival de Cannes, como convidado da mostra Sessão Especial e foi ovacionado por 15 minutos pelos presentes.

Para escrever a história, o cineasta baseou na vida de seus pais através da leitura de uma carta para a sua mãe Iracema, já falecida, transformada no filme em uma companheira imaginária de viagem. Enquanto relata e comenta episódios da jornada, Karim reativa memórias familiares e revela os muitos sentimentos contraditórios que marcam o seu percurso.

A história é um diário de viagem filmado em sua primeira ida à Argélia, país em que seu pai nasceu. Entre registros da viagem, filmagens caseiras, fotografias de família, arquivos históricos e trechos de super-8, o longa entrelaça a história de amor dos pais do diretor, a Guerra de Independência Argelina, memórias de infância e os contrastes entre Cabília (região montanhosa no norte da Argélia) e Fortaleza, cidade natal de Karim e de sua mãe.

A relação de Karim com o Festival de Cannes é de longa data. Dois de seus filmes tiveram estreias mundiais no festival: “Madame Satã”, de 2002, e “O Abismo Prateado”, de 2011. E, recentemente, “A Vida Invisível”, de 2019, foi o vencedor de Melhor Filme na Mostra Un Certain Regard.