Fale conosco

O que vc está procurando?

CineBuzz

Cinema

Florence Pugh fala sobre a possibilidade de estrelar cinebiografia de Madonna

O longa será dirigido pela rainha do pop e promete mostrar os bastidores de sua carreira na música

Florence Pugh fala sobre a possibilidade de estrelar cinebiografia de Madonna (Wilson Webb/CTMG)
Florence Pugh fala sobre a possibilidade de estrelar cinebiografia de Madonna (Wilson Webb/CTMG)

Durante o tapete vermelho da premiere de “Viúva Negra” na última terça-feira (29), novo filme da Marvel Studios, Florence Pugh (“Adoráveis Mulheres”) comentou a respeito dos rumores de que ela estaria cotada para interpretar Madonna em uma cinebiografia da cantora.

“Apenas o fato de meu nome estar na mesma sentença que o dela é insano”, admitiu em entrevista à Associated Press.

A atriz não confirmou se já fechou o contrato para retratar a vida e carreira da rainha do pop nos cinemas, mas não escondeu a animação por seu nome estar envolvido no projeto. “Não sei o que está por vir. Eu gostaria de saber, mas obviamente tenho todos os sentimentos incríveis [em relação a isso]”, completou.

Os rumores a respeito de quem interpretará Madonna em sua cinebiografia ganharam forças em janeiro, quando o The Mirror noticiou que Pugh estava disputando o papel com Julia Garner (“Ozark”). “A decisão final será feita somente por Madonna, uma vez que ela está dirigindo e a história é dela”, frisou o tablóide.

Ainda não há previsão de estreia para o longa.

Sobre “Viúva Negra”

“Viúva Negra” mostrará o passado de Natasha Romanoff antes de se tornar uma Vingadora, além de apresentar Yelena Belova (Florence Pugh), que deve se tornar a próxima Viúva Negra do Universo Cinematográfico da Marvel. O longa acontece logo após os eventos de “Capitão América: Guerra Civil” (2016) e antes de “Vingadores: Guerra Infinita” (2018).

Em recente entrevista ao Marvel Studios’ Black Widow: The Official Movie Special Book, Pugh diz que o filme fala sobre “mulheres que foram, basicamente, abusadas, e treinadas para serem máquinas assassinas”. “A Scarlett [Johansson] diz o tempo todo que esse é o momento perfeito para contar esta história. E não estamos fugindo do fato de essa ser essencialmente uma história sobre mulheres tomando suas vidas de volta”, explicou.