Fale conosco

O que vc está procurando?

CineBuzz

Cinema

Diretor de novo “Jogos Mortais” diz que não vê fim próximo na franquia

A produção chega aos cinemas brasileiros no próximo dia 17

Darren Lynn e Josh Stolberg não vêem fim próximo de "Espiral: O Legado de Jogos Mortais” (Divulgação/Paris Filmes)
Darren Lynn e Josh Stolberg não vêem fim próximo de "Espiral: O Legado de Jogos Mortais” (Divulgação/Paris Filmes)

“Espiral: O Legado de Jogos Mortais”, novo filme da franquia “Jogos Mortais”, chega aos cinemas neste mês e, se depender do diretor do longa Darren Lynn Bousman e do corroteirista Josh Stolberg, o retorno do vilão Jigsaw deve ter continuidade no futuro.

Em entrevista ao ComicBook.com, eles afirmaram que os produtores do filme, Mark Burg e Oren Koules, estão sendo muito cautelosos ao pensar em um próximo filme, mas que ele pode acontecer: “Estamos em um cenário diferente agora com o COVID, com a reabertura dos cinemas, então acho que essa conversa vem quando o filme sob demanda e o Blu-ray finalmente chegarem” , continuou Darren.

Stolberg ainda disse que, para rolar um novo filme, os produtores precisariam acreditar que têm um caminho criativo sólido: “Mark e Oren, que são meio que os arquitetos, os líderes espirituais de toda a franquia, não querem fazer um filme a menos que eles sintam que faz sentido, não financeiramente, mas criativamente”, declarou.

Apesar das declarações recentes, Bousman revelou, em maio, que já estava pensando em dar continuidade à história de “Espiral: O Legado de Jogos Mortais”. Em entrevista ao Bloody Disgusting, o cineasta revelou que o seu interesse pela franquia foi renovado após gravar o reboot.

“Pensei que estava acabado, carta fora do baralho, feito tudo o que eu podia. [Mas] ter a chance de trabalhar com pessoas como ‎‎Chris Rock‎‎ e ‎‎Samuel L. Jackson‎‎ revigorou meu amor por esse tipo de história e o que pode ser feito com elas… Então, acho que há muito mais para contar e muito mais eu gostaria de dizer” , afirmou Bousman. Além do novo longa, o cineasta já havia dirigido três filmes da franquia.

O diretor ainda criou um mistério sobre uma possível continuação de novo “Jogos Mortais”: “Só porque estamos investindo numa nova franquia, não quer dizer que não podemos fazer um ‘Jogos Mortais 9‘, entendeu? Ainda não terminamos de contar a história de Jigsaw. O que eu acho que vai acontecer é um ‘Espiral 2‘, se o primeiro for bem-sucedido e, em seguida, um ‘Jogos Mortais 9′”, continuou.

Nos Estados Unidos, o longa já estreou, no último dia 14 de maio, e garantiu cerca de 20 milhões de dólares em bilheteria local até o momento. No entanto, a recepção não se igualou ao seu faturamento e “Espiral: O Legado de Jogos Mortais” recebeu apenas 37% de aprovação no Rotten Tomatoes, com base em 192 críticas especializadas.

Em “Espiral: O Legado de Jogos Mortais”, o detetive Ezekiel Banks (Rock) e o novato Willem (Max Minghella), sob o comando do veterano da polícia Marcus (Samuel L. Jackson), se juntam para desvendar uma série de assassinatos misteriosos e terríveis.

Não demora muito para que eles comecem a desconfiar que as mortes podem ter uma ligação com Jigsaw, o famoso serial killer, morto há anos. O filme tinha previsão de estreia para 2020, mas acabou adiado por conta da pandemia de coronavírus e, por aqui, chega em 17 de junho.

A FRANQUIA “JOGOS MORTAIS”

“Espiral: O Legado de Jogos Mortais” é o nono filme da franquia “Jogos Mortais”, que teve início em 2004. Com um orçamento de 1,2 milhão de dólares (aproximadamente 7 milhões de reais em números atuais), o primeiro longa arrecadou mais de 100 milhões de dólares em bilheteria ao redor do mundo e se tornou um fenômeno.

Na história, dois homens acordavam presos em um banheiro, em um local totalmente desconhecido e um corpo em meio a eles, e precisavam arranjar uma forma de sair da armadilha antes que acabassem morrendo. Nesse meio tempo, eles precisavam lidar com as escolhas que fizeram ao longo da vida.