Fale conosco

O que vc está procurando?

CineBuzz

Cinema

O futuro de Chloé Zhao, que fez história no Oscar com “Nomadland”

Cineasta se tornou a primeira mulher asiática a faturar o Oscar de Melhor Direção e agora atua em outros projetos, como “Os Eternos”, da Marvel

Chloé Zhao faz história no Oscar (Créditos: Chris Pizzello-Pool/Getty Images)
Chloé Zhao com as estatuetas de Melhor Filme e Melhor Direção, por "Nomadland". Chloé Zhao faz história no Oscar (Créditos: Chris Pizzello-Pool/Getty Images)

Por Angelo Cordeiro

Chloé Zhao entrou para a história do Oscar no último domingo (25) ao se tornar a primeira mulher asiática a conquistar a estatueta de Melhor Direção. Ela também foi a segunda mulher a vencer a categoria, que até então só havia sido conquistada por Kathryn Bigelow, em 2010, por “Guerra ao Terror”. Atualmente trabalhando em “Os Eternos”, novo longa da Marvel, a diretora de “Nomadland” também se torna a primeira diretora do estúdio a ter um Oscar na estante de casa.

O longa, que fará parte da 4ª fase do Universo Cinematográfico da Marvel, sofreu alguns adiamentos devido à pandemia de coronavírus e atualmente está programado para ser lançado em 5 de novembro nos Estados Unidos. Pouco se sabe a respeito da história, mas os fãs da Marvel já aguardam ansiosamente pelo filme.

Ansiedade evidenciada com a vitória de Chloé Zhao no Oscar. O que esperar da cineasta em “Os Eternos”? Se a diretora tem uma filmografia enxuta – são apenas três longas e quatro curtas -, seu estilo de filmagem é bastante particular e sua carreira até então foi trilhada por um caminho de festivais.

CARREIRA

Chloé estreou em longas em 2015, com “Songs My Brothers Taught Me”, exibido nos festivais de Cannes e Sundance. Seu segundo trabalho, “Domando o Destino”, de 2017, também teve exibição em festivais, como Cannes e Toronto. Mas foi com “Nomadland” que Chloé conquistou seu primeiro grande prêmio ao vencer o Leão de Ouro, o prêmio máximo do Festival de Veneza, em 2020.

Em entrevista à Variety, logo após a vitória no Oscar, Chloé comentou como chegou ao projeto. Tudo começou em 2017, quando a atriz Frances McDormand, que havia adquirido recentemente os direitos do livro “Nomadland”, de Jessica Bruder, assistiu a “Domando o Destino” no Festival de Toronto e acreditou que a cineasta seria a escolha perfeita para adaptar o livro.

A parceria não poderia terminar de melhor forma: Chloé Zhao venceu praticamente todos os prêmios que disputou como diretora, enquanto Frances McDormand venceu seu terceiro Oscar de Melhor Atriz, além da estatueta de Melhor Filme, por ser produtora do longa ao lado de Chloé.

Frances McDormand (esquerda) e Chloé Zhao (direita) posam na sala de imprensa com as estatuetas do Oscar após as vitórias por “Nomadland”. (Créditos: Chris Pizzello-Pool/Getty Images)
FINALIZANDO “OS ETERNOS”

A pandemia de coronavírus fez com que Chloé Zhao pudesse focar na finalização do filme que lhe rendeu o Oscar de Melhor Direção, enquanto “Os Eternos”, um trabalho que demandava muito mais gente envolvida, ficou engavetado aguardando uma melhora na crise.

Passada a temporada de prêmios, Chloé Zhao agora se dedicará a finalizar “Os Eternos”. No entanto, acostumada a editar seus filmes sozinha, na Marvel a diretora tem a companhia de outros profissionais. “Estou trabalhando com dois editores incríveis, Craig Wood e Dylan Tichenor, e eles me ensinaram muito. Eles foram muito pacientes comigo, porque sabem que é a primeira vez que eu colaboro com editores dessa forma. Eles realmente têm me ajudado a me comunicar com eles de uma forma que eu não tinha feito até agora“, declarou na entrevista.

QUASE DIRIGIU “VIÚVA NEGRA”

Antes de se envolver com “Os Eternos”, Chloé Zhao havia sido considerada para outro projeto da Marvel: “Viúva Negra”, filme solo da personagem interpretada por Scarlett Johansson. No entanto, Chloé se retirou da lista de possibilidades e a direção do longa ficou a cargo da australiana Cate Shortland. “Viúva Negra” estreia nos cinemas e no Disney+, com o Premier Access, em 8 de julho.

DRÁCULA

Um dos projetos já encomendados a Chloé é uma nova versão de Drácula, produzida pela Universal Pictures. Ainda sem previsão do projeto entrar em pré-produção, Chloé disse em entrevista à Variety que a ideia, após “Os Eternos”, é relaxar, curtir suas galinhas e seus cachorros. “Espero que eles ainda se lembrem de mim“, brincou.

Até agora, a única informação sobre a nova adaptação de Drácula foi divulgada pela Variety, em fevereiro deste ano, e dizia que a Universal Pictures estava pensando em um filme que alia os gêneros de ficção científica com faroeste.

Chloé, desde então, tem mostrado empolgação com o projeto, tanto por admirar personagens complexos, quanto por ser fã do livro de Bram Stoker. “Esse foi um livro muito importante para mim. Imortalidade é algo que comecei a explorar em “Os Eternos”, mas é algo que quero questionar e compreender“, afirmou.