Fale conosco

O que vc está procurando?

CineBuzz

Cinema

A história de Tio Tommy, o homem que fundou uma das revistas mais populares do mundo

“Tio Tommy – O Homem que Fundou a Newsweek” estreou neste domingo (11) no 26º É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários

A história de Tio Tommy, o homem que fundou a Newsweek e morreu em uma cidade interiorana brasileira (Divulgação)
A história de Tio Tommy, o homem que fundou a Newsweek e morreu em uma cidade interiorana brasileira (Divulgação)

Em Agrolândia, no interior de Santa Catarina, o chão era de terra batida, as casas eram poucas e carroças circulavam pelas ruas. Se algo acontecesse por lá, todo mundo ficava sabendo. E foi nesse lugar que Thomas John Cardell Martyn escolheu passar os últimos dias de sua vida. No entanto, por lá, o fundador da Newsweek, até hoje uma das revistas semanais mais populares dos Estados Unidos, era conhecido apenas como Tio Tommy.

Essa história é contada no documentário “Tio Tommy – O Homem que Fundou a Newsweek”, que estreou neste domingo (11) no 26º É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários. O longa é dirigido e produzido por Loli Menezes, que entrou em contato com a história por acaso, como ela nos contou em uma entrevista exclusiva ao CineBuzz.

O fato chegou pela boca de um amigo: “Sabia que o fundador da revista Newsweek está enterrado em Agrolândia?”, questionou Malcom Bauer. Naquele momento, ele nem desconfiava que o homem era, além de o responsável pela criação da segunda revista semanal mais vendida dos Estados Unidos, seu tio-avô.

“O primeiro passo foi investigar. Na época, não tinha quase nada de informação sobre ele”, relembra Loli, que havia encontrado apenas uma reportagem para a CNN do jornalista e radialista Edson Bruno sobre o fato. No entanto, ela só tinha o vídeo e ambição para descobrir a história por trás da chegada de Thomas Martyn ao Brasil e o seu refúgio na tranquila Agrolândia. Por melhor que fossem as intenções, só isso não rendia um filme.

O projeto só começou a fluir quando Malcom, ao questionar seus familiares sobre o jornalista, descobriu o seu parentesco com Thomas. Finalmente, Loli tinha como continuar a sua pesquisa:“Eu viajei para Agrolândia e comecei a fazer entrevistas, os primeiros contatos com a família dele e fui descobrindo (…) documentos, passaportes, fotos, algumas cartas, alguns cartões-postais. Esse foi o ponto de partida para eu começar a organizar esse material e, de fato, desenvolver um projeto para fazer o filme”, conta.

Thomas Martyn em um dos registros encontrados por Loli Menezes para "Tio Tommy - O Homem que Fundou a Newsweek" (Divulgação)
Thomas Martyn em um dos registros encontrados por Loli Menezes para “Tio Tommy – O Homem que Fundou a Newsweek” (Divulgação)

Mesmo que vagarosamente, a história foi se desenvolvendo e Loli foi encontrando novos personagens, que mostraram as diversas nuances da história do Thomas. O que havia começado no interior de Santa Catarina foi se estendendo até chegar às origens do jornalista, em Cornualha, no Reino Unido, passando pelos Estados Unidos, onde foi correspondente da revista TIME e, posteriormente, fundou a Newsweek.

A ideia do projeto começou em 2012 e, entre pesquisas, captação de recursos financeiros e, finalmente, a realização e finalização do documentário, foram cerca de oito anos de trabalho. Agora, “Tio Tommy – O Homem que Fundou a Newsweek” está disponível até o próximo dia 18, gratuitamente, na plataforma de streaming “Sesc Digital”. Para assistir, clique aqui.